Como escolher sua plataforma de Revenda de Apps

na 

Se você decidir começar a criar e revender aplicativos para dispositivos móveis, precisará escolher a ferramenta para criá-los. Atualmente, com as plataformas de criação de aplicativos sem código, você não precisa codificar seus aplicativos do zero. Esta é uma oportunidade muito interessante para empreendedores ou agências que não têm recursos para codificar apps. E mesmo para desenvolvedores, passar por uma ferramenta sem código economizará um tempo precioso para a criação de apps.
Aqui está um guia para ajudá-lo a avaliar sua futura plataforma de criação de apps.

1. Primeiras impressões e integração
2. A ferramenta de criação de apps
3. Recursos
4. Ferramentas de personalização e desenvolvedor
5. Marca branca
6. Suporte e assistência
7. Ferramentas de marketing

1. Primeiras impressões e integração

Se você decidir começar a vender apps, mesmo que seja um desenvolvedor, a facilidade de uso da plataforma será um importante critério de escolha. A plataforma permite um teste gratuito? É fácil criar uma conta? Eles pedem seu cartão de crédito para testar? Se você for avaliar várias ferramentas, é mais interessante criar uma conta de teste com facilidade e, se possível, sem inserir os dados do seu cartão de crédito. Se você esquecer de interromper sua conta de teste, corre o risco de ser cobrada uma taxa de assinatura.

Em seguida, você deve verificar se a ferramenta escolhida oferece um painel. De fato, gerenciar vários apps diariamente requer um gerenciamento rigoroso. Ter um painel facilita esse gerenciamento, e evita que você tenha acessos diferentes com senhas que você vai esquecendo. Além disso, um painel oferece uma visão geral rápida dos apps ativos. Isso é útil se você cobrar os seus clientes por assinaturas (o que recomendamos ), você pode ver rapidamente qual app você deve cobrar e qual app você deve desativar em caso de não pagamento. Às vezes, um painel permite que você gerencie opções mais avançadas, como marca branca, adicionar um nome de domínio genérico a todos os seus apps ou adicionar seu logotipo no back office dos apps. Você também pode dar acesso a esta ferramenta de administração aos seus colaboradores, para que eles tenham acesso a todos os apps da conta em um clique. Não há necessidade de criar um acesso específico para cada app.

Além disso, quando você começar a usar a plataforma, certifique-se de que é rápido e fácil de aprender. Normalmente os passos devem ser bem descritos, de preferência com um tutorial em vídeo que explique em poucos minutos como começar e os primeiros bons reflexos a adotar.

Finalmente, você terá que escolher entre uma ferramenta "open source" ou uma ferramenta "SaaS" (Software-as-a-Service). Na verdade, se você tem algum conhecimento de TI, pode optar por um serviço de código aberto. Você terá que pensar em hospedar a solução em um servidor. Ou você tem um ou aluga espaço de uma empresa de hospedagem. E pense também que você terá que cuidar da manutenção em caso de falha e da atualização em caso de evoluções técnicas. A solução SaaS (All-in-one) é mais fácil no dia a dia. Tudo está incluído, a hospedagem, a ferramenta de administração, a manutenção e a atualização. Novos recursos ou evoluções da ferramenta são atualizados automaticamente.

Na GoodBarber, a plataforma é tudo-em-um. E propomos aos futuros Revendedores a criação de uma versão de teste gratuita de 30 dias com apenas um email. Nenhum pagamento antecipado é necessário para acessar o painel de gerenciamento e começar a criar aplicativos. Além disso, um tutorial está disponível diretamente na interface para permitir uma inicialização rápida e fácil.

No nível técnico, optamos por codificar nossos aplicativos em "nativo". Isso significa que as linguagens de programação utilizadas são adaptadas à plataforma em que o aplicativo é usado: Swift para iOS e Java/Kotlin para Android. Isso garante uma perfeita integração dos aplicativos com o ambiente funcional do smartphone. Algumas plataformas usam uma linguagem comum para todos os tipos de aplicativos e usam uma estrutura para publicar o app em cada loja. Esta solução é mais rápida em termos de desenvolvimento, mas menos adaptada tecnicamente a cada móvel.

2. A ferramenta de criação de apps

O painel é um ativo essencial, mas a escolha também deve levar em conta o próprio App-builder (Construtor de Apps). De fato, o painel permite que você gerencie uma conta de revendedor, mas não permite que você crie apps como tal. Quando você entra na construção do próprio app, as opções disponíveis no mercado são infinitas. Se você já possui clientes ou um alvo identificado, deve testar a possibilidade de construir seus apps com a ferramenta. Mas se você ainda não tem um projeto de app, aconselhamos que escolha uma ferramenta que ofereça uma ampla gama de recursos.

Antes de entrar em detalhes, você também deve testar a "sensação" que tem com a ferramenta. Quão fácil é usar, quão fácil é acessar opções, ajuda (dicas de ferramentas) ou tutoriais e ajuda online.

Para ver se a plataforma combina com você, as 2 coisas mais importantes a serem avaliadas são as configurações de navegação no app e as possibilidades de personalização do design. O menu de navegação é a espinha dorsal do seu aplicativo. Deve ser flexível o suficiente para permitir que você implemente seu projeto (seja ele com pouco ou muito conteúdo) e ao mesmo tempo oferecer uma ótima experiência de usuário. Lembre-se de que quando você cria um app, ele não deve ser visualizado em uma tela grande ou em uma tela horizontal. É visto principalmente verticalmente e em telas pequenas. A ferramenta escolhida deve, portanto, permitir que você forneça modelos de menu adaptados a esse formato.

Em relação ao design, principalmente se você não for um especialista na área, a ferramenta escolhida tem que evitar a necessidade de contratar um designer para fazer um app de boa qualidade. É por isso que você precisa avaliar a qualidade e a diversidade dos modelos fornecidos. E claro também as possibilidades de personalizar este design fora dos templates, caso queira ir mais longe.
Nota: Um aspecto importante é ter uma "prévia" do aplicativo diretamente no back office para ver ao vivo as alterações que você faz. Isso permite que você progrida mais rapidamente à medida que aprende o Construtor e evita cometer erros nas configurações.

Com a GoodBarber, você tem acesso a um back office completo, fácil de usar e poderoso. Você pode visualizar suas alterações ao vivo no centro da tela em tempo real. Os modelos de design são de qualidade impecável. Até oferecemos acesso gratuito e ilimitado à biblioteca de imagens Pexels. Portanto, se você não tiver fotos para colocar em seu aplicativo, nós as fornecemos. Essas imagens são otimizadas para dispositivos móveis. Além do menu de navegação personalizável, a GoodBarber também permite criar uma página inicial real, o que torna a navegação ainda mais intuitiva e organizada ao seu gosto.

3. Recursos

No que diz respeito aos recursos, podemos classificá-las em 2 categorias principais: Apps de conteúdo e apps de compras (e-commerce).

Apps de conteúdo:
Para apps de conteúdo, você pode segmentar vários setores de negócios: Bares/Restaurantes, lojas, escolas, associações, administrações, mídia, guias turísticos... As possibilidades são infinitas.
O elemento mais importante para esses apps é o CMS (Content Management System). É isso que permite adicionar e gerenciar qualquer tipo de conteúdo: Texto, foto, vídeo, áudios, mapa, eventos... O objetivo é que seus clientes vejam valor na apresentação de seus conteúdos. Uma empresa de encanamento, por exemplo, terá que apresentar suas informações de contato, é claro, mas também os produtos ou serviços que vende. E ainda mais, apresente sua experiência com vídeos ou tutoriais. Você tem que ser capaz de oferecer todo esse ambiente de mídia para que seus clientes vejam um valor agregado no app que você vende.

Além disso, existem muitas funcionalidades que você pode oferecer aos seus clientes como gerenciamento de usuários, funções de fidelidade (cartão fidelidade, cupons...), ferramentas de conteúdo específicas como integração ao vivo (vídeos ou áudio), etc...

Nota: Um dos recursos mais solicitados e eficazes no uso de um app são as notificações. Essas notificações são duplamente interessantes para seus clientes. Primeiro, eles enviam notificações apenas para pessoas que concordaram em recebê-las. Assim, eles não mancham sua imagem enviando spam aos usuários. Além disso, as notificações têm taxas de abertura muito melhores do que SMS ou emails. Este é um ponto muito eficaz para vender apps. É por isso que você deve avaliar definitivamente as possibilidades de envio de pushes (notificações) na ferramenta que escolher.

Por fim, para você ter sucesso na venda de apps, você também precisa mostrar que existe um retorno direto do investimento. Para apps de conteúdo, existem dois métodos principais: Anúncios ou vendas no app.

Algumas ferramentas (como a GoodBarber) permitem integrar redes de anúncios externas (Admob, Facebook...) ou internas. Na publicidade interna, o cliente vende espaço no seu app e cria visuais. Esses anúncios são perfeitamente adaptados às telas dos celulares e respeitam as regras das lojas, para máxima eficiência.

As vendas no app são a venda de conteúdo do app. O faturamento é administrado pelas lojas, que recebem entre 15 e 30% das comissões sobre as vendas. Mas neste caso, seu cliente não tem sistema de pagamento para adicionar. Eles vendem seu conteúdo ou parte de seu conteúdo diretamente do app. Um método particularmente lucrativo é vender assinaturas "no app". Se você tiver treinadores esportivos como clientes, por exemplo, eles podem vender uma assinatura para obter acesso premium a vídeos de treinamento.

Apps de eCommerce:
Para apps de eCommerce, você precisará garantir que a ferramenta forneça a capacidade de criar um catálogo e fichas de produtos de qualidade, com fotos. Mas você também vai querer verificar se ele tem opções de otimização de conversão. Sabemos que os apps de eCommerce para dispositivos móveis convertem em média 3x mais do que os sites para dispositivos móveis. Mas não podemos esquecer que muitos carrinhos de compras ficam em standby no app. Seu cliente de comércio eletrônico gostará dos recursos de lembrete de carrinho, tanto no app quanto por meio de push. Você também precisará fornecer a eles vários métodos de pagamento. Cuidado, algumas plataformas oferecem apenas pagamento via PayPal para apps de comércio eletrônico. A GoodBarber, além do Paypal, oferece pagamento via cartão de crédito e Apple Pay.

Finalmente, desde a crise do Covid, os comerciantes estão fazendo cada vez mais Retirada na Loja (Click&Collect). É por isso que este tijolo funcional é essencial. Com a GoodBarber, você pode configurar um sistema de entrega local, um pagamento offline (dinheiro ou cheque) e propor um carrinho de compras simplificado para compras com Retirada da Loja.

Esse tipo de funcionalidade deve ser levada em consideração na hora de escolher uma ferramenta, pois muitos clientes vão te pedir formas de rentabilizar seu app. A GoodBarber oferece mais de 500 recursos, o que permite que nossos revendedores de aplicativos ofereçam uma ampla gama de opções aos seus clientes.

4. Ferramentas de personalização e desenvolvedor

Claro, uma ferramenta de criação de apps sem código permite que você crie todos os tipos de apps e muitos recursos são oferecidos no pacote básico. No entanto, às vezes você precisa ir mais longe. Seja você um desenvolvedor ou um especialista em tecnologia, você pode aprimorar o app com personalização avançada. Portanto, você precisará considerar esses fatores ao escolher sua ferramenta.

Em qual dos seguintes parâmetros você pode alternar para a personalização avançada com seu Construtor de Apps?

- Conectores e Feeds
Esses são simplesmente conectores que obtêm um fluxo de dados externo e o exibem no seu app. Você pode ter conectores de todos os tipos: Artigos, imagens, áudios e vídeos. Também existem conectores adaptados diretamente a ferramentas da web muito conhecidas, como o WordPress, Squarespace ou Youtube, por exemplo. E uma solução muito simples também é adicionar feeds RSS ao seu app. A vantagem dos feeds é evitar o duplo trabalho de inserir no aplicativo o conteúdo que você já produziu em outro lugar.

- Recipientes HTML
Mesmo que os apps tenham especificidades funcionais e ergonômicas diferentes dos sites, às vezes será possível adicionar blocos com código HTML. Isso será útil para dar aos seus usuários acesso a uma parte específica do seu site. Se você tiver algum conhecimento de códigos, poderá otimizar o código para dispositivos móveis e adicionar recursos interessantes ao seu aplicativo. Este tipo de recipiente pode ser muito útil, leve-o em consideração na hora de escolher sua ferramenta.

- Plugins
Algumas ferramentas de criação de apps oferecem a criação de plugins. Esses plugins são um pouco mais avançados do que os contêineres HTML porque você pode usar HTML, mas também CSS e Javascript. Além disso, os plugins permitem acessar recursos nativos do aplicativo graças à API da ferramenta que você escolher.

- API
Alguns criadores de apps oferecem APIs públicas. Eles oferecem a possibilidade de conectar dados de um banco de dados externo ao app que você está criando. Claro, isso requer algum conhecimento técnico para realizar essas operações, mas ainda é possível. Portanto, é possível enviar dados para uma fonte externa ou receber dados de uma fonte externa para atualizar o app. Por exemplo, para um aplicativo de comércio eletrônico, uma ferramenta externa de gerenciamento de estoque atualiza o estoque exibido no aplicativo.

- Conectores sem código (Zapier, Make)
Se você não for um desenvolvedor, ainda poderá criar fluxos de trabalho com ferramentas externas sem codificação. As ferramentas mais conhecidas para fazer isso são Zapier e Make (ex-Integromat). Essas plataformas são integradas nativamente a milhares de ferramentas existentes no mercado e podem permitir que você insira informações no app ou recupere-as do app. Graças a isso, mesmo sem saber codificar, você pode atualizar bancos de dados externos ou acionar ações automaticamente executadas fora do aplicativo assim que um parâmetro for alterado no app.

5. Marca branca

Quando você revende apps, você precisa ter uma estratégia de marketing em vigor. Uma das coisas a ter em mente é se você nomeia a plataforma que está usando. Em geral, os Construtores de App oferecem opções com "Marca Branca". É claro que existe a marca branca "front-end", que é o que o usuário final vê. Mas há também a marca branca no "backoffice", ou seja, na ferramenta de administração. Se você conceder aos seus clientes acesso para gerenciar o app deles , eles poderão ver o software que você usa. E talvez eles decidam ir direto com o provedor e não passar mais por você. Portanto, se o back office puder ser rotulado em branco, pode ser uma vantagem para você.

Com a GoodBarber, você é totalmente marca branca. Os apps são rotulados o tempo todo, assim como os escritórios administrativos. Você pode até colocar seus logotipos nas páginas de login ou no back office.

6. Suporte e assistência

Claro, mesmo que você seja experiente em tecnologia, algumas coisas não podem ser adivinhadas. Todas as ferramentas de criação de apps sem código têm suas próprias peculiaridades. É por isso que ter um suporte de qualidade é importante. Como seu fornecedor pode ajudá-lo no dia a dia?

- Ajuda online e tutoriais
Você precisa garantir que eles ofereçam ajuda online abrangente e detalhada. Uma boa base de documentação é um recurso inestimável para avançar e aperfeiçoar seu conhecimento de uma ferramenta. Além disso, os tutoriais em vídeo são úteis e divertidos porque mostram como a plataforma se comporta "ao vivo". Esses recursos também serão úteis quando você contratar novos funcionários para ajudá-los a conhecer a plataforma.

- Suporte
Mesmo que os tutoriais e a ajuda online sejam bem feitos, às vezes você não encontrará todas as respostas. Por isso é interessante ter uma equipe de suporte que possa ser contatada rapidamente. O chat de suporte está se tornando uma das maneiras mais eficazes e rápidas de obter ajuda. Há também emails e sistemas de tickets, que podem permitir problemas mais longos e complexos, com capturas de tela e vídeos.

- Publicações de suporte nas lojas
Um app nativo não é um site. Não é uma simples formalidade publicá-lo nas Lojas (App Store e Play Store). Você precisará fazer com que seus clientes comprem contas de desenvolvedor ou façam isso em nome deles. Em seguida, você precisa iniciar o processo de publicação para que o app do seu cliente seja aprovado. Às vezes, ele é rejeitado porque não segue exatamente as regras da loja e você terá que fazer alterações de acordo. Algumas plataformas (como a GoodBarber) possuem um serviço que trata da publicação de apps. Isso pode ser muito útil porque o processo é tedioso, mas essas equipes estão acostumadas a publicar apps e sabem o que responder quando as equipes de revisão têm comentários ou perguntas específicas. Esse tipo de suporte pode tornar o processo de lançamento do app mais fácil e rápido. Isso ajudará você a satisfazer seus clientes com mais facilidade.

7. Ferramentas de marketing

Uma plataforma de criação de aplicativos Sem Código (No Code) não é apenas um suporte tecnológico. É também uma equipe que o pode ajudar, com a sua experiência na área móvel, a ter sucesso no seu negócio. De fato, todos os criadores de apps conhecem bem o mercado e, portanto, podem fornecer recursos de marketing para ajudá-lo a vender apps.

Os blogs dessas plataformas são muito úteis. Eles oferecem práticas recomendadas na venda de apps e também falam sobre tendências de mercado e novidades de produtos. Ao fazer sua escolha, você verá rapidamente se é possível se beneficiar de muitos recursos úteis ou não.

Além do blog, é interessante obter white papers. Os white papers são geralmente mais abrangentes do que os posts do blog. Eles podem cobrir um tópico em grande profundidade. Se a plataforma que você escolheu oferece vários white papers ou estudos, você sabe que vai se beneficiar deles diariamente para tornar sua agência um sucesso.

Em seguida, você precisa verificar se a equipe oferece oportunidades para promover seu negócio. Por exemplo, você pode criar um site ou até mesmo um app para promover sua agência? Com a GoodBarber, você tem a possibilidade de fazer isso. Primeiro, a criação de apps é ilimitada. Você pode criar quantos apps quiser para promover seus serviços. Em segundo lugar, todos os aplicativos da GoodBarber podem ser transformados em Web Apps. E assim, é possível publicá-los na rede anexando seu nome de domínio. Isso evitará que você crie um site se não tiver um. E mesmo que você tenha um site, você pode mantê-lo e dedicar a web apenas à navegação móvel. Os Progressive Web Apps da GoodBarber são otimizados para navegação móvel e aparecem mais facilmente em pesquisas em um navegador móvel.

Existem também plataformas que oferecem suporte de marketing. Por exemplo, a GoodBarber forneceu documentos de texto ou slides, com um discurso de vendas e estatísticas para ajudá-lo a vender apps. Esses documentos são de marca branca e editáveis. Você pode adicionar pontos de venda específicos para sua empresa. Você também pode adicionar seus próprios logotipos e designs, se os tiver. Isso economiza muito tempo porque você não precisa escrever seu discurso de vendas. Você pode então começar a prospectar e entregar essas apresentações aos seus leads o mais rápido possível.

Por fim, uma plataforma pode oferecer treinamento remoto, webinars e práticas recomendadas para ajudá-lo a começar ou progredir. Na GoodBarber, estamos muito atentos ao desempenho dos nossos Revendedores e colocamos à sua disposição toda a nossa expertise de marketing. O objetivo não é perder tempo codificando apps ou corrigindo bugs. Nós cuidamos disso. Tudo o que você precisa fazer é focar em sua estratégia de marketing. E para isso, você tem todas as nossas ferramentas à sua disposição.