5 Tendências de Aplicativos para 2015 que não deves ignorar

Escrito por Quinta-feira 15 Janeiro 2015

Todos se questionam de qual será a Next Big Think no mundo dos aplicativos para 2015. Não somos adivinhos mas temos algumas ideias e expectativas consoante os nossos conhecimentos, a nossa análise do mercado, evolução da tecnologia, as preocupações dos consumidores e claro, as invenções que as grandes indústrias e empresas estão a preparar para este ano.

5 Tendências de Aplicativos para 2015 que não deves ignorar

De uma coisa tinhamos a certeza desde o início: mobile vai liderar. O mobile é hoje considerado um pequeno computador que carregamos no nosso bolso. Contudo, está a tornar-se cada vez mais inteligente, relevante e é algo que hoje não conseguimos abdicar. O que esperamos ver já este ano no mundo dos aplicativos são apps cada vez mais focadas nas necessidades dos consumidores. Por isso,  já este ano podemos esperar no mercado aplicativos com conteúdo cada vez mais baseado no geo-targeting, aplicativos extensíveis de aparelhos portáveis, mais funcionalidades de segurança e mais oportunidades de mobile engagement. 



Nota: As Tendências para Apps e Mobile 2016 já estão disponíveis, confira!

Hoje vamos dar-te uma ideia sobre como será o futuro da tecnologia. Como tal, sê o nosso convidado de honra, entra na nossa “máquina do tempo” e descobre as maiores tendências de aplicativos para 2015. 

1. Mobile vai tornar-se mais importante do que nunca

5 Tendências de Aplicativos para 2015 que não deves ignorar
Nos últimos anos falámos várias vezes sobre a importância do mobile - e as estatísticas não mentem quando revelam uma “explosão” do crescimento dos utilizadores mobile. Contudo, 2015 vai ser claramente, o Ano do Mobile.

De acordo com a Google, só no ano passado foram vendidos mais de 1.3 biliões de smartphones em todo o mundo e Bloomberg está a prever que este ano alcancemos a venda de 2 biliões de smartphones. Atualmente, 88% das pesquisas na web são feitas através de smartphones pelo que, as pesquisas locais duplicaram no último ano. Fazemos pesquisas no mobile no escritório, no café, nas lojas, em casa, quando estamos a ver televisão e até na casa de banho :)

Procuramos pelos nossos produtos favoritos, serviços, artistas, programas de entretenimento, viagens, redes sociais… não existe limites para as pesquisas que fazemos na web. Também começamos a perder o medo pelas compras online. São ótimas noticias para a indústria do mobile commerce.

Isto faz-nos acreditar que o e-commerce vai começar a decrescer lentamente enquanto que o comércio mobile cresce a passos largos, tornando-se mais focado nas necessidades dos consumidores. Recomendações customizadas, sugestões de compras, promoções e até as plataformas de pagamento vão tornar-se cada vez mais inteligentes como consequência do crescimento das transações no mobile, especialmente nos mercados e países com excelente segurança online.

As marcas vão fazer cada vez mais esforços para atrair a atenção dos consumidores no mobile e tentar criar mecanismos onde se possam criar relações entre ambos. Por este motivo acreditamos que em 2015, as marcas com melhor performance no mobile irão destacar -se mais e ser mais lucrativas do que as marcas que não apostem no mobile.

2. Internet of Things irá transformar-se na Internet of Me

Neste momento vivemos a Era da “Internet of Things”. Tudo o que gostamos ou que tem interesse para nós está online. Criamos a nossa playlist de música online, partilhamos documentos importantes online, partilhamos memórias através de imagens, vídeos, etc.

As “nuvens virtuais” os programas online e as redes sociais são, definitivamente, os maiores condutores da “Internet of Things”. Desde o momento em que começamos a transformar a internet como uma extensão de nós próprios adicionando informação sobre nós como por exemplo, a nossa vida pessoal, profissional, académica, abrimos uma porta para um novo conceito que se irá tornar mais evidente em 2015: Internet of Me.

Internet of Me é baseada numa internet cada vez mais personalizada que é determinada pela informação que publicamos todos os dias. A Internet of Me vem responder às questões que fazemos na nossa vida diária como por exemplo “Quero encontrar a solução mais próxima”, “Quero ter a possibilidade de recorrer a uma opção que gosto e preciso, quando quiser e nos dispositivos que quiser”.

Esta mudança de comportamento está a mudar a forma como procuramos a informação online e também como a recebemos. A informação será customizada de acordo com os nossos interesses, pesquisas e, através da informação que procuramos localmente, vamos ser cada vez mais, impactados pela “publicidade inteligente” e também pelas marcas e produtos que se adequam ao nosso perfil.

O mobile sabe tudo sobre ti e irá surpreender-te :)

Não deixes de ver este vídeo:


Uma forma inteligente para os negócios tirarem partido da Internet of Me nos seus aplicativos é através do geo-targeting e notificações de alerta. Por exemplo, se um cliente procurar por um produto online e posteriormente visitar a loja, o aplicativo referente aquela marca pode enviar uma notificação lembrando aquele consumidor que poderá estar interessado em ver ao perto do artigo na loja, informação onde o pode encontrar e outras sugestões de produtos semelhantes.

A Internet of Me pode dar uma força maior ao teu negócio se funcionar de uma forma em que estreia a relação entre os dados demográficos e os consumidores. Tem isto em consideração quando quiseres usar de forma inteligente, os dados demográficos dos teus utilizadores.

3. Dispositivos portáteis

5 Tendências de Aplicativos para 2015 que não deves ignorar
Os dispositivos portáteis são,definitivamente, a grande tendência para 2015 e isto não está tão longe de acontecer como podes pensar. Mas primeiro, vamos lá explicar o que são. Dispositivos móveis são “tecnologias eletrônicas ou computadores incorporados dentro de outros objetos tais como roupas ou acessórios que podem confortavelmente ser adaptados ao corpo” ( site Wearable devices).

Imagina que tens a tua agenda pessoal incorporada num relógio ou que os teus ténis podem calcular os quilómetros e calorias que estás a queimar neste momento. Google e a Apple estão a tentar lançar este novo conceito no mercado.

A Apple através do iWatch que é um monitor de fitness que controla e calcula a tua atividade física (vai sair no mercado já este ano) e a Google através do Google Glass que te dá toda a informação que precisas para melhorares a tua performance desportiva (monitorar os teus quilômetros, coordenadas de navegação, ou até música através da tua conta do Google Play).

Consegues imaginar a tua app conectada a dispositivos ou às roupas dos teus consumidores? Por exemplo, põe-te na pele de uma marca de moda conectada ao roupeiro dos teus consumidores, já pensaste no quão legal isso iria ser?

Bem… ainda não temos aplicativos para dispositvos móveis mas de uma coisa podemos assegurar: não iremos ficar para trás ;)

4. Micro-Momentos

A maioria dos aplicativos que vemos hoje em dia estão focados na partilha de informação sobre um determinado produto, serviço ou sobre eles próprios. Mas em 2015 serão mais orientadas para permitir o engagement com os consumidores.

As vantagens?

Atrair a atenção dos consumidores, aumentar o feedback dos mesmos e fornecer informação cada vez mais segmentada para as suas necessidades, pesquisas e interesses. Por esta razão, os micro-momentos vão tornar-se mais frequentes no mercado dos aplicativos online, especialmente este ano.

Mas… o que são micro-momentos? De acordo com Jeffrey Hammond, são “um conjunto de interações onde os programadores conseguem reter a atenção dos clientes e antecipar as suas necessidades”. O objetivo principal é regenerar dados para o teu negócio e guiar os teus utilizadores a desempenhar determinadas acções no mobile.

“Tendo em conta que os consumidores apenas usam intencionalmente a sua app algumas vezes na sua rotina diária, os programadores precisam de criar formas de promover o engagement entre 5 a 10 interações por dia” (Jeffrey Hammond). Os dados irão tornar-se mais importantes do que nunca. Sabes porquê? Porque os micro-momentos para acontecer requerem um entendimento profundo das necessidades dos consumidores: o que gostam e o que não gostam, em que ítens estão interessados em comprar, etc.

GoodBarber oferece alguns micro-moments através da ativação das push notifications e pop-up rantings.
Parece que já estamos com um pé no futuro ;)

5. Segurança

5 Tendências de Aplicativos para 2015 que não deves ignorar
Com o aumento do número de utilizadores de smartphones e com o aumento de informação que é colocada no online através das redes sociais e também que fornecemos aos aplicativos para mobile e tablet, não existem dúvidas que os ataques cibernéticos no mobile podem tornar-se numa grande ameaça. E certamente ninguém irá fazer o download da tua App se não oferecer a segurança necessária.

Por esta razão, a privacidade e a segurança serão uma das grandes preocupações para o mercado dos aplicativos. Em 2015, as empresas irão investir mais em softwares de segurança avançada para combater malware, vírus e até ataques cibernéticos. Por exemplo, irão existir mais programas de segurança mobile para assegurar a protecção dos aplicativos assim como os dados dos utilizadores.

E diz-nos lá qual a melhor segurança do que uma equipa de fantásticos programadores que olham pela tua aplicação todos os dias?

Estas são as principais tendências para 2015 e nós por cá estamos bastante entusiasmados.
Será que o teu negócio está preparado para enfrentar os desafios do futuro da tecnologia?



Insira seu endereço de e-mail