Crie um app
Voltar

Trocando de Construtor de Aplicativos

 

Este artigo foi publicado pela primeira vez na terça-feira, 17 de maio de 2016

Digamos que você optou por criar um aplicativo usando um construtor de aplicativos.
Boa escolha, você escolheu o melhor dos dois mundos: obter acesso a uma ampla gama de recursos para fazer seu belo aplicativo, sem dominar nenhuma linguagem de codificação. Isso é possível graças ao poder da tecnologia sem código.

Digamos que você também esteja obcecado em obter o melhor para seu aplicativo e dedique algum tempo para testar regularmente novos criadores de aplicativos, a fim de torná-lo melhor. Talvez você tenha descoberto um criador de aplicativos melhor do que aquele que está realmente usando e esteja se perguntando o que está em jogo ao trocar de criadores de aplicativos. Este artigo mostrará como alternar entre os criadores de aplicativos sem problemas.

O que está em jogo ao trocar de criadores de aplicativos?

Muitas pessoas ficam curiosas com novos construtores de aplicativos , mas também ficam hesitantes em fazer a troca de todo o trabalho entre plataforma, com medo que tudo seja desperdiçado. Especialmente para as agências que tem vários aplicativos rodando em uma plataforma específica, apenas a ideia de ter que fazer esta transição já é perturbadora.

Quando você muda de criador de aplicativo, é verdade que não há como evitar ter que dedicar algum tempo para recriar o aplicativo na nova plataforma. No entanto, este não é o maior problema que você pode enfrentar.

O valor real do seu aplicativo está no público que você investe tanto tempo para obter. Perder todos os usuários conquistados com dificuldade e lançar um aplicativo totalmente novo nas lojas é o maior incômodo para muitos e, felizmente, isso pode ser facilmente evitado, desde que você tenha uma informação importante.

A arte de alternar entre os criadores de aplicativos é mudar a tecnologia que alimenta seu aplicativo, sem perder sua base de usuários. (Observe que o que é explicado abaixo não funciona apenas para criadores de aplicativos. Funciona também se você quiser entregar seu aplicativo a outro contratante, que reconstruirá algum código do zero).

Propriedade do aplicativo

Quando você cria um aplicativo e o publica na App Store e no Google Play, o aplicativo é vinculado à sua conta de desenvolvedor. A propriedade do aplicativo não é apenas exibida nas lojas, mas também está enraizada no código-fonte do aplicativo.

Durante o processo de construção do aplicativo, se você está construindo um aplicativo iOS ou Android, você recupera alguns arquivos de um console de desenvolvedor que são usados para "colocar sua assinatura" dentro do aplicativo como o proprietário.

Ao trocar de construtor de aplicativo, é importante usar a mesma assinatura para reconstruir seu aplicativo no novo construtor de aplicativo. A ideia é a mesma para iOS e Android, e explicamos a seguir os detalhes de cada plataforma.

Android

Para cada aplicativo Android, existe um arquivo chamado Keystore. Ele faz a ligação entre o aplicativo e seu desenvolvedor. Cada vez que você envia uma atualização de um aplicativo no Google Play, o Google verifica o arquivo Keystore. Se o link entre o aplicativo e seu desenvolvedor existir no arquivo, a atualização é legítima. Caso contrário, a atualização é recusada.

Para manter o mesmo aplicativo no Google Play, você terá que solicitar ao seu construtor de aplicativo que lhe envie o Keystore, que é o arquivo que contém a chave privada do seu aplicativo Android. Somente isso é o que lhe dá a liberdade para reconstruir o seu app em outra plataforma e publicar a nova versão como uma atualização para seu app já existente, sem perturbar os usuários.
  
Alguns construtores de aplicativos dão o arquivo Keystore, enquanto outros não. Infelizmente, se você não tiver este arquivo você não tem outra escolha se não criar um aplicativo totalmente novo na Play Store, que seus usuários terão que baixar novamente.

Na GoodBarber, nós liberamos esta informação quando solicitado, assim você não fica preso a nada caso suas necessidades mudem.

Além do arquivo Keystore, outras informações necessária são o package name (o nome único que identifica seu aplicativo no Google Play e no seu dispositivo) e número da versão, facilmente encontrados em sua conta do Google Play.

No novo construtor de aplicativos, ao seguir o processo de construção do Android do seu app, mantenha o nome do pacote existente, mas aumente o número da versão do app e use o Keystore para assinar o app. Fazendo isso, você pode fazer uma atualização no Google Play sem problemas.

iOS

Ao construir um aplicativo iOS, você fornecerá em algum momento as seguintes informações:
- Um ID de aplicativo. Este é um identificador exclusivo para seu aplicativo no ecossistema iOS. Você o cria no Apple Developer Console.
- Um certificado de distribuição. Este é um arquivo que você recupera do Apple Developer Console, usado para assinar seu aplicativo e atestar que você é o proprietário.

Ao trocar de construtores de aplicativos, você criará uma nova versão de seu aplicativo . Ao seguir o processo de construção do iOS do seu novo app builder, use o App ID do seu app existente, aumente o número da versão e assine-o com um dos seus certificados de distribuição .

Para resumir, todas as informações que você precisa ter em mãos são o ID do aplicativo e o número da versão, disponíveis na guia Informações do aplicativo de sua conta do AppStore Connect.

Fazendo a transição

Uma vez que a nova versão do app substitua o seu aplicativo antigo nas lojas, a única coisa que os usuários terão que fazer é atualizar o aplicativo em seu dispositivo, assim como é feito toda vez que há uma nova atualização no software ou no app. Uma notificação não-intrusiva será exibida para alertar eles sobre isso.

Para evitar tempo de inatividade entre as versões, sugerimos que você crie e teste o novo aplicativo antes de cancelar a assinatura na sua plataforma antiga. Sugerimos também que você mantenha sua assinatura do antigo app builder por um mês ou dois após a troca. Dessa forma, você pode fazer uma transição rápida e suave, sem deixar seus usuários com um período de tempo em que o aplicativo não está sendo executado com sua assinatura antiga nem pronto com a nova. Ele também permite que usuários que não atualizam seus aplicativos regularmente ainda tenham acesso ao seu conteúdo, até que façam a atualização.

Se você está reconstruindo um ou muitos aplicativos em outra plataforma, esta é uma grande oportunidade para promover um novo design, novas funcionalidades, e para manter seus usuários envolvidos e interessados, uma boa razão para uma campanha promocional!