Restaurante Edamame: digitalização de restaurante familiar

Escrito por Quarta-feira 3 Fevereiro 2021

picture
O período que acabamos de passar provou isso: os hábitos de consumo estão mudando e as empresas precisam se adaptar. Na indústria de alimentos, assim como na restauração, a mudança nos padrões de consumo já havia começado muito antes do início da crise de saúde. 
Os eventos globais de 2020 apenas reforçaram essa tendência, e foi confirmada a importância dos donos de restaurantes digitalizarem e oferecerem aos seus clientes a oportunidade de consumir seus produtos fora de seus estabelecimentos. 

Como você oferece esse tipo de serviço quando é dono de restaurante e, acima de tudo, como se organiza para garantir uma ótima experiência aos seus clientes? É o que veremos hoje através do estudo de um aplicativo fictício, que utiliza recursos que serão muito úteis se você deseja desenvolver seu próprio restaurante.

Edamame*, um restaurante japonês que está se tornando digital

Edamame é um restaurante japonês em Londres. No mercado há cerca de dez anos, os donos de restaurantes nunca sentiram a necessidade de digitalizar. O restaurante fica numa avenida movimentada e goza de boa reputação. Os clientes são fiéis e apreciam o atendimento rápido. Graças à sua localização e preços, o Edamame atrai estudantes, trabalhadores e famílias. O restaurante é adequado tanto para almoços rápidos como para passeios com amigos.

Há algum tempo, os proprietários pensavam em lançar um serviço de entrega para ampliar seus alvos potenciais e aumentar suas vendas. No entanto, o escopo do projeto parecia muito grande, especialmente porque é um restaurante familiar, e eles teriam que contratar entregadores, criar um padrão para receber pedidos, encontrar novas maneiras de receber pedidos fora do restaurante, pensar em uma nova organização para lidar com pedidos no local e pedidos para entrega, desenvolver ferramentas de comunicação e assim por diante. Então, eles colocaram essa ideia de lado, pensando que seu serviço de restaurante tradicional seria o suficiente por mais alguns anos.

Devido à crise sanitária, o Edamame viu-se obrigado a fechar as portas, e foi nesta altura que a ideia da digitalização voltou aos seus proprietários. Seu objetivo? Encontrar uma solução simples para apresentar o seu menu de forma clara aos seus clientes e permitir-lhes encomendar as suas refeições à distância e retirá-las no local, evitando assim ter que prestar um serviço de entrega.

Foi assim que o aplicativo Edamame nasceu.

picture
O aplicativo permite que os donos de restaurante apresentem seu cardápio de forma clara e dinâmica. Eles podem, por exemplo, destacar os produtos de sua escolha, como neste caso o sushi, apresentados na tela inicial do app. 

Ele também permite que os usuários encontrem facilmente o restaurante para pegar seus pedidos.

Retirada na loja e pagamento

Os donos da Edamame não quiseram oferecer serviço de delivery para evitar a contratação de pessoal para esse processo. Por isso, optaram por oferecer um serviço Click and Collect: é simples, os clientes pedem a refeição no aplicativo, depois vêm e retiram o pedido diretamente no restaurante. Dessa forma, os donos dos restaurantes só precisam preparar os pedidos e esperar que os clientes venham buscá-los. Como os pedidos são feitos diretamente no aplicativo, e não pelo telefone, não há carga de trabalho adicional para a equipe do restaurante. Um bônus extra! 

Para o pagamento, segue a mesma lógica: os donos da Edamame decidiram oferecer apenas uma opção de pagamento: o pagamento offline. Os clientes validam seu pedido por meio do aplicativo, mas só pagarão ao retirá-lo diretamente na loja. Sem mudanças nos hábitos de funcionamento do restaurante.

Organização e definição dos horários de retirada na loja

Para não frustrar seus clientes e não ficar sob a pressão de muitos pedidos ao mesmo tempo, os proprietários do Edamame decidiram ativar o recurso Intervalos de Horas. Permite-lhes definir intervalos de horas durante os quais os clientes poderão escolher a hora a que desejam retirar a encomenda. 

Além disso, as configurações avançadas permitem gerenciar o tempo de preparação, definindo um atraso mínimo entre cada retirada e uma frequência e número de retiradas permitidos por dia e por intervalo de horas. 

O restaurante Edamame está aberto de segunda a sábado para almoço e jantar e no domingo à noite.
picture

Para garantir uma experiência tranquila, os proprietários decidiram criar intervalos de horas de 15 minutos com um máximo de 5 pedidos por intervalo. Para que haja tempo para a preparação de cada pedido, foi definido um atraso de 30 minutos entre o horário do pedido e o primeiro intervalo de retirada disponível. Finalmente, apenas intervalos para o mesmo dia estão disponíveis para os usuários.
picture

É assim que parece para os clientes Edamame.
picture

Assim que terminarem de preparar os pedidos dos clientes, os donos de restaurante só precisam marcar o pedido como "processado" no seu back office e os clientes serão notificados automaticamente por e-mail e notificação push! Tudo o que eles precisam fazer é passar no restaurante para pegar a refeição. É simples, não é? 

É assim que é possível a um restaurante gerir a sua digitalização e assim oferecer serviços adicionais aos seus clientes sem alterar radicalmente a forma de trabalhar e sem incorrer em elevados custos de gestão de comunicação. A GoodBarber fornece todas as ferramentas de que você precisa, seria uma pena privar-se delas, não é? 

*Restaurante e aplicativo fictício, criado para ilustrar este artigo.