O que vem primeiro: o Negócio ou a App?

Escrito por Segunda-feira 30 Março 2015

O que vem primeiro: o Negócio ou a App?
Já é um procedimento normal após a criação de uma empresa, um negócio começar a sua estratégia de comunicação com um website, ganhar terreno até se estabilizar para poder passar a incorporar extras suplementares como por exemplo, uma aplicação. Contudo e como já foi dito aqui anteriormente, as apps não são mais uma "opção" ou uma funcionalidade extra mas sim, um "must have" em qualquer negócio. Esperar por criar uma app não é a escolha mais inteligente, e talvez, seja um passo fundamental para o processo criativo e empreendedor.

Não existe necessidade de esperar que um negócio se edifique - cria a tua app agora para que o teu negócio tenha mais força no futuro. 

Quais as vantagens de criar uma app primeiro antes da loja física?

1) Pesquisa de Mercado

Começar em boa forma o ciclo de um produto depende do quanto conheces bem o mercado para o qual o teu produto está segmentado e o custo que está associado ao desenvolvimento de uma app. Analisar um produto através das estatísticas editoriais e do seu tráfego permite aos proprietários da app adicionar valor ao seu negócio, quantificar dados e gerir um produto especialmente através dos dados demográficos, hábitos e interesses do mercado. 

Se estudar gráficos e estatísticas não é a tua praia e se preferes obter informação mais direta e personalizada impactando os teus consumidores através das suas respostas, esta poderá ser uma solução mais simplista para ti. Questionários, chats, interações nas redes sociais, etc, todas estas plataformas podem oferecer dados das preferências dos consumidores e a posicionar-te num lugar de destaque na tua estratégia de marketing. 

Quanto mais positivo for para os teus users providenciar-te dados, maior será o sucesso em conseguires extrair dados deles próprios. Neste exemplo em baixo, um café apresenta os seus produtos refrescantes enquanto reune feedback dos seus consumidores em relação às suas preferências. Esta é uma forma simples de angariar dados e assegurar casa cheia de consumidores entusiasmados com o produto. 

 

O que vem primeiro: o Negócio ou a App?
Para conseguires obter informações sobre os que os teus consumidores desejam, estatísticas relacionadas com o número de downloads ou o número de engagement pode servir de uma ajuda interessante no processo de estimar o número de potenciais clientes. 

2) Recolha de fundos 

Cada novo negócio precisa de um investimento extra para impulsionar o seu lançamento no mercado e o crescimento de startups provam, cada vez mais, que o crowdfunding se pode revelar um método bastante eficiente. Websites como o KickstarterIndiegogo são populares pela capacidade de angariar dinheiro rápido e criar uma plataforma semelhante poderá determinar uma nova forma de fazer esta angariação de fundos. Se conseguires provar que o teu produto é realmente bom apresentando-o ao teu público-alvo, não temos dúvidas que os teus clientes poderão ficar contentes de te poder ajudar.

A app funciona como um espaço para reunir e exibir o que de melhor o teu negócio oferece: campanhas de vídeo, fotos, canal no youtube atualizado e até outras redes sociais vão permitir criar uma imagem do teu produto e incentivar o teu público-alvo a contribuir para esta causa. Incluir um link de donativos pode ajudar-te a alcançar este objetivo sem que te apercebas. 

3) Canal para atualizar os teus potenciais clientes e promover o engagement

Manter os teus futuros clientes informados e entusiasmados com o lançamento dos teus produtos é fundamental para alicerçar a credibilidade do teu negócio e pode até servir de ponto de partida. Um aplicativo que mantêm os users atualizados e que lhes permite interagir com a tua marca vai permitir que se construa um senso de comunidade em torno da tua marca. 

Existem várias maneiras de manter o interesse dos teus consumidores e isso inclui fazer passatempos, incluir funcionalidades especiais relevantes para os seus interesses e claro, push notifications para manter os users informados, a cada passo. 

Exemplos de funcionalidades relevantes para os interesses dos users podem ser reviews do produto de um salão de beleza, receitas únicas para os restaurantes, podcast educativos para um centro de estudos, etc. Reforçar esta posição é uma forma barata de manter o interesse do consumidor e aumentar a taxa de conversão de clientes. 
 

Um aplicativo é uma ferramenta promocional muito eficiente que oferece um valor acrescentado principalmente no começo de uma startup e pode até ter um papel fundamental no sentido de minimizar os custos de quem ainda não tem a certeza se deve ou não investir neste negócio. Todos os empreendedores deveriam considerar incluir uma app como parte da sua estratégia - a questão da necessidade de uma app antes ou depois não se coloca, como tal, porque não começar já a recolher os frutos que uma app pode dar ao teu negócio e impulsionar a tua empresa no mercado? 

Traduzido por Catarina Crespo 



Insira seu endereço de e-mail