Qual o futuro dos apps sociais?

Escrito por Segunda-feira 30 Novembro 2015

Qual o futuro dos apps sociais?
Em que mundo estamos vivendo. Não muito tempo atrás, tudo o que os celulares podiam fazer era fazer chamadas, enviar algumas linhas de mensagem, e jogar jogos simples, monocromáticos como Snake (embora, vamos ser honestos - foi o melhor jogo de todos os tempos). Então, em 2007, veio o iPhone, da Apple - aquele a aparelho estranho e que muitos fizeram piada no início da sua trajetória - mas a partir daquele momento a indústria mobile não seria mais a mesma. Graças à popularidade do iPhone, inúmeras empresas seguiram o exemplo e os smartphones touchscreen assumiram todas as paradas, levando o que a Apple tinha iniciado para outras diversas direções.

Hoje em dia, as pessoas estão mais conectados do que nunca. A proliferação de smartphones com recursos avançados de Internet móvel comprova isso a cada dia. Podemos fácil e rapidamente baixar inúmeros aplicativos sociais com infinitas funcionalidade de mídia, entrar em contato com amigos, familiares ou colegas se tornou algo mais enriquecedor do que apenas alguns caracteres que digitamos.

Você pode compartilhar fotos, vídeos, eventos da sua vida, jogar com os amigos, bater papo em tempo real, realizar chamadas de vídeo, e muito mais. Com uma infinidade de recursos sociais poderosos já à disposição de qualquer proprietário de um smartphone, é de se perguntar: será que a tecnologia já nos mostrou tudo que é possível fazer? Para onde isso tudo vai nos levar?

O caminho percorrido pelos apps sociais

Para termos uma boa idéia sobre onde aplicativos sociais estão indo, podemos observar que algumas das principais empresas do setor estão fazendo. Se você acha que os usuários são os únicos ditadores das tendências e o curso que o mercado se direciona, pense novamente. As empresas, especialmente aqueles com uma grande presença, influentes, tem tanto a dizer sobre o que o futuro reserva quanto os massas de consumidores.

E qual melhor empresa para orientar aplicativos sociais para o futuro do que Facebook? Sem dúvida, a maior e mais influente empresa nas redes sociais, eles certamente têm insights suficientes sobre como o mercado atual está se desenvolvendo para fazer mudanças e direcionar o futuro para onde eles achem que seja mais interessante.

Não acredita? Dê uma olhada nos movimentos recentes da empresa até o momento: Em 2012, o Facebook comprou Instagram. Em 2014, WhatsApp, um aplicativo de mensagens multi-plataforma para iPhone, Blackberry, Android e dispositivos Windows, por US$19 bilhões. Não muito tempo depois, a empresa anunciou em sua próprio Conferência F8 que o Messenger, uma vez que um recurso incorporado no aplicativo principal do Facebook, teria a sua própria plataforma. Agora, por que a maior empresa de rede social do mundo quer investir tanto em uma plataforma de mensagens "rival", enquanto adquiriu e está desenvolvendo a mesma coisa em outro aplicativo que possui?

Esse é o futuro das redes sociais?

A resposta é simples. Em 2014, o uso do mobile ultrapassou oficialmente o desktop, e os mesmos aplicativos de mensagens cresceram 100% no ano. Isso não é coincidência. Estes dados sugerem claramente o Facebook viu, e também o porque a empresa não para de investir em seus aplicativos de mensagens instantâneas. O aumento do pico de uso dos smartphones é em grande parte alimentada por aplicativos de bate-papo, e Facebook, bem como toda uma série de outras empresas, assim podemos ter certeza que este é um dos principais indicativos do direcionamento do futuro dos apps sociais.

Se você pensar sobre isso, não é tão inverosímil como pareceu inicialmente. Além de todos os detalhes de design e usabilidade que os smartphones oferecem, um dos pontos mais fortes na hora da venda dos aparelhos, está na forma como estes facilitam as nossas conexões sociais - por meio da internet, textos, MMS, e-mails, e, sim, os aplicativos de bate-papo .

As pessoas naturalmente anseiam por estar em contanto com as pessoas que amam, e é por isso que muitas pessoas parecem não conseguir viver sem seus celulares. E também por isso que aplicativos como WhatsApp, Messenger, Line, WeChat e afins são tão populares. Como diz o ditado, nenhum homem é uma ilha.

Da perspectiva dos negócios

Mas além do que faz com que aplicativos de mensagens tão atraente para os consumidores, empresas como Facebook também perceberam que o ambiente de aplicativos de bate-papo é bastante inexplorado do ponto de vista de negócios. Enquanto há uma tonelada de desenvolvedores e empresas que entraram na onda de aplicativos de bate-papo, este espaço no setor de aplicativos não é tão saturado como outros meios de comunicação. Para ser mais preciso, há um enorme potencial de monetização com aplicativos de bate-papo e muitas empresas parecem não estar aproveitando no momento.

Claro, existem aplicativos que operam sob um modelo de assinatura,  aplicativos que permitem aos usuários comprar stickers e outras funcionalidades, como o Line, mas nem todo mundo está fazendo isso. Isso deixa a porta aberta para mais concorrência, assim que mais e mais empresas percebem que aplicativos de mensagens são a nova fronteira do marketing.

O que isso significa para os consumidores

Claro, assim que mais empresas se juntarem ao grupo de aplicativos pela corrida do ouro, o aumento da concorrência, como a história nos ensinou, definitivamente vai estimular mais inovação. Enquanto a atual paisagem dos apps de babe-papo já oferece aos usuários uma tonelada de recursos interessantes, de compartilhamento de fotos à chamadas de vídeo de alta definição, o futuro pode reservar surpresas ainda mais brilhantes e que ainda estão por vir.

Você se lembra quando novos aplicativos inovadores como snapchat entraram em cena? Quando mais e mais empresas percebem o potencial inexplorado de aplicativos de mensagens, podemos ter a certeza de dizer que  novos apps ainda mais inovadores vão aparecer por aí. E com empresas influentes como o Facebook liderando esta frente, fica até difícil de prever o que exatamente pode surgir no futuro.

As empresas como Facebook estão certas? Serão os apps de babe-papo que realmente vão assumir o topo dos apps sociais do amanhã? Ou será que uma empresa verdadeiramente revolucionário vai aparecer e apresentar algo completamente novo?

Uma coisa é certa, quanto mais as empresas se esforçam para superar uns aos outros, mais inovação a gente vai ver. Isto levará a mais aplicativos sociais, mais recursos, e mais diversidade. Assim, qualquer app tem o potencial de liderar o futuro, não há absolutamente nenhuma dúvida de que vai ser os consumidores que irão se beneficiar de tudo isso.

Quer participar da revolução do apps? A GoodBarber foi recentemente nomeada como um dos principais construtores de aplicativos pela Comparakeet, e pode te ajudar a criar seu Beautiful App em quatro passos muito simples!




Insira seu endereço de e-mail