O que aconteceu durante o Web Summit the 2014?

Escrito por Quarta-feira 12 Novembro 2014

O que aconteceu durante o Web Summit the 2014?
Olá GoodBarbers,

Acabámos de voltar de Dublin.
Este ano marcámos presença no Web Summit  onde muita coisa aconteceu. Temos tantas novidades que dariam para mais de um artigo.

Damos-te agora a oportunidade de conhecer o melhor do Web Summit 2014,  em primeira mão e na primeira pessoa.

Enjoy ;)


Web Summit segundo Jerome Granados:

Um grande evento, uma fonte de inspiração.

Foi o meu primeiro Web Summit. No ano passado decidi participar neste evento logo depois do Leweb, isto porque, achava eu, que não iria ser tão bom como costumava ser. Os meus amigos que também trabalham no mesmo setor disseram-me que devia ir, e não é que estavam certos?

O Web Summit 2014 foi em grande. Durante 3 dias tivemos a oportunidade de conhecer milhares de startups, programadores, jornalistas, investidores… Eu gostei muito, foi perfeito para conhecer o “pulso” da indústria.

Quase todos ganharam com o Summit. É de facto muito enriquecedor na medida em que nos podemos encontrar com pessoas que conhecemos na internet e fazer novos contactos.

Mas o mais importante, o Web Summit inspirou-me. As startups que trabalham o mercado financeiro, educativo e social foram as mais interessantes este ano.

Voltei com energias renovadas e ansioso por realocar esta energia na GoodBarber.

Web Summit segundo Dominique Siacci:

Esta também foi a minha primeira vez no Web Summit tal como o resto da minha equipa, e também na Irlanda.

Eu adoro este tipo de eventos. É super entusiasmante para mim poder demonstrar o produto – e claro, ouvir o feedback sobre ele. Aqui podemos conhecer pessoas da nossa indústria dos quatro cantos do mundo (só eu conheci pessoas de mais de 15 países).

O evento foi realmente grande (o meu Fitbit registou cerca de 93.000 passos em 4 dias, provavelmente o dobro do que eu costumo fazer diariamente!), cheio de iniciativa e pessoas inspiradoras.

Também encontrámos alguns amigos que vivem fora e que não costumamos ver com tanta frequência. Não tivemos muito tempo para participar nas conferências, mas, estavam lá grandes oradores (alguns bastante populares – por exemplo Bono e outros menos conhecidos); mas como sempre, vou tentar assistir à repetição das conferências de alguns oradores que são realmente fantásticos.

Agora estou de regresso a casa.

Web Summit segundo Arianna Testi:

Irlanda, terra dos campos verdejantes, pubs, da cerveja e com um pouco de sorte, dos leprechauns (duendes) e dos trevos de quatro folhas.

Fui realmente uma sortuda por ter estado em Dublin.

O Web Summit foi colossal este ano, cheio de pessoas com ideias novas e, o mais importante, com a energia certa. O evento aconteceu nos dois maiores edifícios da Royal Dublin Society, na “Cidade” e na “Vila” onde todos os dias decorriam exposições sobre projetos “beta” e “alfa”.

A grande tendência do Web Summit 2014 foi o social sharing. O evento incentivava a que as pessoas construíssem a sua network, partilhassem ideias, produtos e experiências. Fiquei feliz de ver tantos italianos e de ter a possibilidade de apresentar a GoodBarber para alguns dos mais importantes líderes de opinião em Itália.

Agora chegou a altura de centrar toda a energia e inspiração de Dublin na GoodBarber…

Brevemente poderás ver o efeito dos leprechauns :)

Web Summit segundo Erik Rossen:

Para todos os que se interessam pelas últimas novidades da indústria tecnológica, Web Summit é “o” evento.

É uma oportunidade para conhecer e ser conhecido e partilhar algumas ideias com pessoas de todo o mundo, que partilham o mesmo espírito que nós. O evento não tinha apenas centenas de empresas inovadoras mas também uma lista incrível de oradores incluindo alguns dos nomes mais sonantes do setor tecnológico, com pontos de vista realmente interessantes.

Quem lá esteve provavelmente será dos primeiros a conhecer o que será, no futuro, uma grande história de sucesso e isso é realmente incrível. Desde colunas de som futurísticas à mais recente inovação de aplicações na indústria da saúde, é difícil dizer o que mais me impressionou até agora.

A julgar pelo “burburinho” em torno da nossa tenda, a GoodBarber acabou definitivamente na shortlist de alguns visitantes.

Web Summit segundo Katrina Bertacci:

Acabámos de voltar do Web Summit e tenho a dizer que tem sido espetacular.

Estivemos numa azáfama entre as 8 da manhã e as 6 da tarde, contudo, aproveitámos a noite para conhecer outros participantes do Web Summit. Como eles dizem “os melhores encontros acontecem em torno de um copo de Guinness”. Espero que os Irlandeses não se importem que aproveitemos da cidade pela noite fora ;)

Com um crescimento de 400 participantes em 2011 e de 22.000 novos participantes este ano, podem imaginar a dimensão.

Tinhamos cerca de um metro de espaço para apresentar o nosso negócio e um minuto para darmos o nosso melhor e deixarmos aquela impressão duradoura (que todos nós esperamos).

Foi uma autêntica correria para distribuir badges para darmos a conhecer a GoodBarber aos visitantes, passear pelas milhares de tendas e ouvir o que as outras startups tinham para dizer. Algumas delas eram realmente interessantes, outras, deixavam-nos a pensar “fizeram realmente isto”? Isto é o que torna o Web Summit realmente impressionante, é aqui onde jovens empreendedores e startups de todo o mundo se reúnem para apresentar as suas ideias na esperança de um dia torná-las reais ou maiores do que já são.

Conheci pessoas realmente interessantes, algumas delas já conhecia da internet, outras tinha adicionado nas redes sociais e acredita que daqui podia emergir uma verdadeira amizade. A GoodBarber conseguiu um feedback muito positivo, foram muitos os visitantes curiosos com a simplicidade e eficiência do nosso produto. Por esta razão, algumas startups ficaram realmente interessadas em fazer uma parceria connosco para desenvolver novos aplicativos para a app.

Mas vou parar por aqui, quero deixar-vos curiosos com o que aí vem.

Na minha opinião, a melhor startup do Web Summit, depois da GoodBarber, é portuguesa e desenvolveu a Codacy, um software que elimina códigos de uma forma automática que lhe valeu cerca de 500.000 dólares em fundos!



Insira seu endereço de e-mail